SÓ GENTE FIXE:

pedacinhos de amor

23 de outubro de 2010

Carta para alguém que importunou a cabeça - bom ou mau

Em relação a ti prefiro nem pensar, mas hoje vai ser diferente. Ainda me lembro da primeira conversa que tivemos, e da amizade que daí foi surgindo. Confiava em ti cegamente, e por ti era capaz de meter as minhas mãos no fogo! Fizeste-me feliz com essa tua maneira de ser que eu julgava fantástica, e perfeita. Contigo ri até não poder mais. Vim a descobrir que eras o completo oposto, de perfeito não tens nada, nem de fantástico o tens. Julguei conhecer-te, mas não. Era tudo uma fachada, mais uma das tuas fachadas. No meio disto tudo só tenho realmente pena de uma coisa, de tu me conheceres realmente bem, de me ter dado a ti de corpo e alma, e de saberes que tenho saudades do que fomos mesmo que eu diga o contrário! Eu fiz de tudo para que resultasse, chorei noites a fio por ti, e lutei por nós. Nunca podes dizer que a culpa foi minha, nunca!

3 comentários:

Maxwel Quintão disse...

Aquelas em quem mais confiamos são aquelas que na maioria das vezes acaba por nos (des)iludir!

Danii disse...

Precisava mesmo de alguém que me compreendesse, e estas palavras refectem-se exactamente no que eu sinto!

Danii disse...

Oh, muito obrigada querida! Basicamente a pessoa que eu esperava ser a mais perfeita do mundo, tornou-se na pior das minhas desilusões :s