SÓ GENTE FIXE:

pedacinhos de amor

6 de novembro de 2010

Tenho saudades tuas, do que um dia fomos e do que nunca chegámos a ser. Foste os meus sonhos e a minha realidade durante muito tempo. O teu abraço aconchegado era a única coisa que precisava por dias. A tua mão sobre a minha era o único remédio para tantas ocasiões. Porque tu foste mais que um porto de abrigo, tu foste a solução para muitos dos meus problemas. Um dia pode ser que tudo volte, e espero bem que sim. Vou estar aqui sempre que precisares, para te dar duas mãos quando precisares de uma, ou mesmo só para te dar daqueles abraços e beijinhos. A minha partida teve uma razão, hoje ainda não sei se foi a melhor das decisões, mas estás feliz e isso é o que mais me importa, porque quero ver-te a sorrir todos os dias da tua vida, mesmo que apenas o veja de fora. Não me arrependo nem de um único minuto enquanto estive ao teu lado. Adoro-te muito, e não é por tudo ter mudado que deixas te ter o título que tiveste na minha vida, melhor amigo.

3 comentários:

- joanarocha disse...

como te entendo :s

- joanarocha disse...

sei bem o que isso é queridaa .parece que nos destroiem a cada segundo que passa :S

Sarah disse...

Obrigada :) Por vezes, mas neste caso a maioria das vezes era eu a minha própria corrente, e era eu que me empurrava a mim própria, até que chegou a uma altura que isso não deu mais..