SÓ GENTE FIXE:

pedacinhos de amor

27 de setembro de 2010

Carta para o teu irmão

Queria dizer que és o melhor irmão do mundo, que tenho orgulho na nossa relação, e essas coisas tão bonitas de escrever e de se sentir. Mas mentir nunca foi o meu forte, e não o vou fazer. Se queria que fosses o melhor irmão do mundo para mim? Se queria que eu fosse das melhores pessoas da tua vida? Ai oh se queria, e a inveja que eu tenho dos irmãos que são assim, porque eu quero isso, quero tanto. Nunca foi fácil entre nós, somos o completo oposto um do outro, todos costumam dizer que o que um não tem o outro tem, é a pura das verdades. Eu sou a irmã mais chata que podias ter arranjado, e tu és uma pessoa que simplesmente odeia isso, e eu odeio o desprezo que és capaz de me dar. Quando era pequena chorava à noite, porque sempre pensei que não gostavas de mim. "Com o tempo isso vai melhorar", sempre foi o que me disseram, e eu sempre acreditei nessas palavras, eram as que soavam melhor ao meu ouvido. Mas hoje já tenho o meu pensamento, tu já és um homem quase feito, e eu com os meus 15 anos ando a caminhar para isso, é verdade que as coisas já estão melhorzitas, mas não estão como sempre sonhei. Gostava de te conhecer, e adorava que tu um dia percebesses que eu sou mais do que tu pensas que eu sou! Tenho orgulho em ti, e ainda tenho esperança que um dia as coisas mudem, e que venhas a ter orgulho em mim. Apesar de tudo, eu gosto muito de ti